segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Fluorescentes: dos benefícios aos perigos



Mercúrio e chumbo são metais que estão dentro da lâmpada e podem prejudicar nossa saúde. Saiba como evitar a contaminação por essas substancias
A lâmpada fluorescente é um item comum nas residências e locais de trabalho por ser uma opção eficiente e econômica se for comparada com a lâmpada quente comum. Porém, há um aspecto negativo nessa escolha, o interior do tipo fluorescentes contém mercúrio, substância muito perigosa para nossa saúde.
Em comparação com as lâmpadas incandescentes, existem pontos positivos e negativos. A eficiência energética, a potência da lâmpada e o tempo de vida das fluorescentes são superiores. No entanto, esse tipo de lâmpada pode se quebrar facilmente e, por conta do mercúrio, seu descarte torna-se muito complicado (não existem locais específicos de coleta).
Os riscos do mercúrio
O mercúrio ainda tem a companhia do chumbo na composição das lâmpadas. Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), o valor máximo de mercúrio que pode estar concentrado em uma unidade é de 100 miligramas de mercúrio por quilo do resíduo. O contato com a substância em níveis mais altos pode gerar sérios problemas de saúde.
O maior problema acontece quando a substância é inalada, ainda mais se a quantia de mercúrio elementar for grande, o que pode causar problemas neurológicos e até hidragirismo (intoxicação que causa tosse, dispnéia, dores no peito e outros problemas mais graves).
No meio ambiente, quando o mercúrio é despejado de maneira irregular em rios, por exemplo, ele volatiza e passa para a atmosfera, causando prováveis chuvas contaminadas. Pode acontecer também de microorganismos absorverem o mercúrio, tornando-o orgânico em vez de metálico. Animais aquáticos e plantas podem reter o mercúrio e assim contaminar o meio ambiente sem que exista chance de descontaminação.
O mercúrio é liberado ao longo de duas semanas após seu descarte. Apenas nos EUA, são liberadas na natureza entre duas e quatro toneladas de mercúrio anualmente.
A lâmpada quebrou?
Caso aconteça da lâmpada quebrar-se é preciso estar atento a alguns cuidados. Antes de limpar a área, a primeira coisa a fazer é retirar do local as crianças e os animais, além de não deixar que ninguém toque o material.
Ventilar o ambiente também é importante. Por isso, janelas e portas precisam ser abertas o mais rápido possível. Para retirar os cacos, use luvas e os coloque em um saco plástico que possa ser lacrado para limpar os pequenos pedaços em pó. Use fitas adesivas e papel toalha umedecido para limpar os últimos resíduos que podem passar despercebidos.
Se a lâmpada fluorescente quebrou em cima de roupas de cama ou qualquer outro tipo de material que tenha contato direto com o corpo, o material não deve mais ser usado, mesmo depois de limpo! No caso de corte, procure assistência médica o mais rápido possível.
Descarte e Reciclagem
A reciclagem do material consiste em retirar o mercúrio das lâmpadas fluorescentes, assim elimina-se a possibilidade de contaminações do homem e do meio ambiente. E, por isso, o descarte deve ser bem direcionado e cuidadoso.
A lâmpada quebrou. O que fazer?
1º passo - Proteja o nariz
Como já falamos antes, esse tipo de lâmpada é perigoso por causa dos componentes químicos que ela libera então o primeiro passo é proteger o rosto. Para isso, use uma máscara de pano ou papel.
2° passo - Proteja as mãos
Evite o contato dos cacos e do pó com qualquer parte do seu corpo. Use luvas de borracha e muito cuidado.
3° passo - Como jogar no lixo
Não só a gente, como também o catador de lixo pode se machucar. Portanto, alguns cuidados com o descarte dos cacos é importantíssimo. Coloque os cacos em cima de um pano velho ou flanela, atenção, nunca jornal e feche bem. Em seguida, coloque a trouxa dentro de uma sacola plástica e dê um nó.
4° passo - Coleta certa
Não deixe que este material seja levado para aterros comuns! Muitas embalagens deste tipo de lâmpada avisam se o produto é reciclável. Para achar locais que aceitam lâmpadas fluorescentes, acesse a seção de busca de Postos de Reciclagem da eCycle, selecione "Lâmpadas" e encontre o local mais próximo de você.

*Imagem:Bluelux
Pesquisa para o Blog:Vitória de cássia 

domingo, 17 de dezembro de 2017

Livro: Por que algumas pessoas fazem sucesso e outras não






Bem,interessante este livro:'' Por que algumas pessoas  fazem sucesso e outras não -saiba como você pode ter êxito entendendo o código da sua mente.''Foi escrito por Carol S.D elançado pela editora Fontanar.

Vamos refletir juntos:Algumas pessoas fazem sucesso e outras não. Por quê? Quais fatores psicológicos, biológicos e sociais impactam na trajetória rumo ao sucesso?Será sorte ou merecimento?Os pensamentos positivos participam dos processos de conquistas?

Este livro mostra que qualquer um pode fazer sucesso – desde que consiga mudar sua estrutura mental. Independente de ‘’talento’’ ou ‘’dom’’. “O verdadeiro sucesso é resultado da atitude pessoal da cada indivíduo, ou melhor, do seu código da mente.”

Dica de leitura!

Bjs,
Alda de Cássia


Autor: Carol S.Dweck.
Editora: Fontanar.
Imagem:Livraria da Travessa 


sábado, 16 de dezembro de 2017

A acerola



"A Acerola"

acerola é uma fruta tropical, nativa da América Central, América do Sul e das Ilhas do Caribe, conhecida também como cereja das antilhas, pertencente à família das Malpighiáceas, e de nome científico Malpighia Emarginata.
Sua árvore é chamada de aceroleira, cuja fruta possui sabor agradável e alto valor nutritivo, principalmente como fonte de vitamina C. A acerola quando madura possui uma cor vermelha ao alaranjada, permanecendo no pé quando maduro por apenas dois dias.

A acerola, seus nutrientes e calorias

A acerola é uma fruta que se destaca por seu alto valor nutricional principalmente como fonte de vitamina C , vitamina que estimula o organismo a absorver o ferro, mineral esse bom para o funcionamento das células vermelhas do sangue.
Ela também fornece boas quantidades de vitaminas AB1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3 (niacina), além de sais minerais como cálcio, ferro e fósforo. Segundo pesquisadores, 4 unidades de acerola por dia são bastantes para abastecer as necessidades de vitamina C de um adulto.
Cada 100 gramas de acerola contém cerca de 32 kcal.

Os benefícios proporcionados pela acerola:

· Tratamento de gripe;
·   Afecções pulmonares;
·  Controle de hemorragias nasais e gengivais;
·   Auxilia no tratamento de doenças do fígado;
·   Alivia dores musculares e nas articulações;
·   É bom para a irritabilidade;
·   Ótimo para fadiga;
·   Bom para perda de apetite;
·    Excelente para cicatrização de feridas;
·   Eficiente no tratamento de anemia;
· Indicado na dieta de pessoas desnutridas e em recuperações de desgastes físicos;
·     Atua como adjuvante no tratamento de disenterias;
·   Combate a tuberculose;
·     Eficaz contra reumatismo.
Utilização na culinária

A acerola pode ser consumida naturalmente, sem necessidade de preparo algum. Em nossa culinária, podemos encontrar a acerola no preparo de:
·         Sucos e refrescos;
·         Sorvetes;
·         Doces;
·         Geléias;
·         Compotas;
·         Xaropes;
·         Licores.
A acerola pode ser doce, ácida e super-ácida. As espécies de acerola mais conhecidas no Brasil são cabocla, apodi, frutacor, olivier, roxinha e rubra.

                    Curiosidades da acerola

· O Brasil é o maior produtor, consumidor e exportador mundial de acerola;
·   Já existe à venda comprimidos de acerola;
· O néctar das flores é um bom material de trabalho para abelhas na fabricação de mel;
· Seu plantio se dá através da plantação de semente, por técnicas de enxerto ou por estaquia;
·   Seu cheiro é semelhante ao da maçã;
· Devido ao curto período de conservação dos frutos in natura, a acerola é muito utilizada na agroindústria para produção de sucos e polpas congeladas.
A acerola produz fruto durante todo o ano e em terrenos sem tanta irrigação, o que facilita seu plantio e cuidados. Produz frutos até quatro vezes por ano.

*Imagem:Weblaranja
Pesquisa para o Blog:Vitória de cássia 


sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Livro: Felicidade aqui e agora





Que liivroooo!!!Muito bom!leitura prazerosa e cheia de reflexões!Qual o livro:''Felicidade aqui e agora'' que foi escrito por Andrew Matthews e foi lançado pela editora Sextante.

Segundo ele: "A felicidade não é uma questão de idade, inteligência ou dinheiro, mas atitude. Para ser feliz é necessário mudar a maneira de pensar e ter força mental para direcionar sua atenção para as soluções, não para os problemas. Este é o princípio no qual se baseia este livro cheio de sabedoria, inteligência e bom humor."

Dica de leitura! 
Bjs,
Alda de Cássia 

Autor: Andrew Matthews.
Editora: Sextante.
Imagem:Estante virtual 


quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Substituir alimentos refinados por integrais faz bem para a saúde





Valor calórico é quase igual, mas integral é mais nutritivo e evita doenças.

Especialistas explicam como fazer trocas para manter uma dieta equilibrada.

Os alimentos refinados e integrais têm praticamente o mesmo valor calórico, mas há uma grande diferença nas propriedades nutricionais de cada um deles.

Os integrais têm muito mais nutrientes, minerais e fibras e podem reduzir o risco de doenças do coração, AVC, infarto, diabetes, obesidade e até mesmo câncer, como explicaram o endocrinologista Alfredo Halpern e a nutricionista Nádia Rocha Brito no programa "Bem Estar".

O valor nutricional do integral é maior porque, durante o processo de refinamento dos alimentos, grande parte dos nutrientes é perdida - principalmente no caso do farelo e do gérmen (trigo), que são retirados nesse procedimento. Por isso, uma alimentação com integrais é muito mais saudável e nutritiva do que uma alimentação com refinados.

É preciso mais atenção com os carboidratos que, de preferência, devem ser integrais para prevenir danos à saúde.

Diversos alimentos do dia a dia podem ser substituídos, como o arroz, a farinha de trigo, a farinha de milho, o pão, o macarrão e os biscoitos. Geralmente, as pessoas não gostam do sabor dos integrais, por isso preferem os refinados - porém, a chef de cozinha Tatiana Cardoso tem uma dica de receita para deixar o arroz integral mais saboroso.

Cereais integrais também são boas opções para a dieta porque são ricos em fibras, antioxidantes, vitaminas, nutrientes e minerais. A ingestão de fibras, inclusive, é boa para limpar o organismo já que elas não são absorvidas no intestino. Fora isso, as fibras dão maior sensação de saciedade e fazem a pessoa comer menos. No programa, a nutricionista Nádia Rocha Brito deu uma sugestão de receita de uma farofa integral; veja abaixo como preparar.

Farofa integral
*receita da nutricionista Nádia Rocha Brito

Ingredientes:
- 100 gramas de linhaça
- 500 gramas de amêndoa
- 100 gramas de semente de girassol

Preparo:

- Bata tudo no liquidificador
- A farofa pode ser colocada em frutas e alimentos salgados
- Com a adição dessa receita nas refeições, a alimentação ganha grande quantidade de fibras


*Imagem:Eu preciso emagrecer 
*Pesquisa para o Blog Diário das Gêmeas Paraenses: Vitória de Cássia 



quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Livro:O Monge e o Executivo



Você está convidado a juntar-se a um grupo que durante uma semana vai estudar com um dos maiores especialistas em liderança dos Estados Unidos. Leonard Hoffman, um famoso empresário que abandonou sua brilhante carreira para se tornar monge em um mosteiro beneditino, é o personagem central desta envolvente história criada por James C. Hunter para ensinar de forma clara e agradável os princípios fundamentais dos verdadeiros líderes. 

Se você tem dificuldade em fazer com que sua equipe dê o melhor de si no trabalho e gostaria de se relacionar melhor com sua família e seus amigos, vai encontrar neste livro personagens, idéias e discussões que vão abrir um novo horizonte em sua forma de lidar com os outros. É impossível ler este livro sem sair transformado. O Monge e o Executivo é, sobretudo, uma lição sobre como se tornar uma pessoa melhor.

Autor: James C. Hunter
Editora: Sextante
Fonte: Livraria Fox
Imagem:Livraria Cultura 

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Ovos fazem mal a saúde?






Eis aqui uma pergunta que muitas pessoas não sabem responder com segurança. Que o ovo é rico em gordura e não é bom para quem tem problemas com colesterol, isso sabemos. Mas… e o ovo em si, faz mal a saúde? A resposta é depende. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aprovou uma resolução que obriga os produtores a colocar rótulos nas embalagens de ovos com uma advertência sobre o consumo do produto. Essa nova medida entrará em vigor dentro de seis meses e a mensagem é a seguinte: “O consumo deste alimento cru ou mal cozido pode causar danos à saúde”.

A ANVISA ainda exige que se inclua no rótulo a recomendação de que esse produto deve ser mantido preferencialmente refrigerado, ou seja, na geladeira. O rótulo com esse aviso deve ter destaque na embalagem, de forma legível, e o tamanho das letras não poderá ser inferiores a um milímetro.

–> Salmonelose

A decisão foi tomada em dados do Ministério da Saúde baseada em registro de pessoas vítimas da salmonelose, que é a principal causa de surtos da diarréia. A salmonelose é a infecção ocorrida pela ingestão da bactéria salmonela (figura abaixo). Quem é infectado por ela apresenta sintomas como vômitos, calafrios, náuseas e dores abdominais.
Os ovos são responsáveis por 42,2% dos casos de infecção entre 1999 a 2007 da salmonela. Nesse período, cerca de 117.000 pessoas foram acometidas por essa doença. Foram registrados ainda 6.000 surtos por conta de ingestão da bactéria em festas e comemorações.

–> Propriedades nutricionais

  • Depois do leite materno, os ovos são considerados o alimento mais completo.
  • Possui vários nutrientes, inclusive a vitamina B12.
  • Indicado para controle de peso, reduz a ingestão de gorduras, carnes e outros alimentos altamente calóricos
  • É um alimento barato, a fonte de proteínas mais acessível que existe.
  • A casca é rica em cálcio e pode ser pulverizada em liquidificador para misturar à comida. A administração em idosos com osteoporose resultou em melhora na densidade mineral óssea.
  • A cor da casca indica apenas a cor da galinha, ou seja, ovos brancos são originários de galinhas brancas e os avermelhados, de galinhas avermelhadas.
  • A clara é uma fonte de proteínas. Indicada para pessoas que necessitam de reposição constante de proteínas (praticantes de exercícios, p. ex.) e como complemento de dietas de emagrecimento ou deficientes de fontes protéicas.
  • A gema é fonte de ferro, colina, ácido fólico, lecitina, biotina (contra a depressão), antioxidantes, luteína, vitaminas B e E, entre outras.
  • Está provado cientificamente: o consumo de ovos não aumenta os níveis de colesterol.
  • O ovo é rico em zinco, auxiliando no combate a algumas alergias.
  • Eleva o HDL, o bom colesterol, por possuir elevada quantidade de lecitina, impedindo que o mau colesterol se deposite nas artérias; no intestino, participa da formação da bile, mobilizando triglicerídeos e diminuindo a formação de colesterol.
–> Conclusão

Resumindo, os ovos fazem mal à saúde se ingeridos com muita frequência ou se estiverem crus ou mal cozidos. Portanto, tome bastante cuidado com esse alimento. Lembre-se daquilo que vovó já dizia: “Tudo demais é veneno. Até água.” E uma última recomendação: prefira sempre comer ovos cozidos e não fritos. Aliás, não são somente os ovos, nenhum tipo de alimento frito faz bem à saúde.


Arte:Vitória de Cássia 
Pesquisa para o Blog:Vitória de cássia